Home / CIDADES / PROFESSORA É AGREDIDA EM INHUMAS GOIÁS PELA MÃE DE ALUNO

PROFESSORA É AGREDIDA EM INHUMAS GOIÁS PELA MÃE DE ALUNO

A professora Patrícia Bueno de Sousa, de 31 anos, denuncia que foi agredida na segunda-feira (28) pela mãe de um aluno na Escola Municipal Prefeitura Cleide Campos, em Inhumas, no centro de Goiás. Ela conta que levou socos após a mulher não gostar do filho ter sido repreendido em sala de aula. A direção da escola informou que os pais concordaram em transferir a criança após o fato.

Patrícia contou que foi chamada à sala da direção para conversar com a mãe do aluno. “Quando eu entrei, ela já estava exaltada, falando que tinha chamado o filho dela de chato. Eu explique que, na realidade, eu falei que ele não podia continuar sendo indisciplinado, atrapalhando o restante dos alunos”, contou ao G1.

Quando a diretora deixou a sala rapidamente, a mãe, então, agrediu Patrícia com chutes e até golpe de capacete. Ela ficou com hematoma no olho, braços e perna. “Essa foi a primeira vez em 12 anos de profissão que aconteceu algo parecido. É uma situação complicada, porque você não quer desistir dos alunos, você acredita em todos”, disse, chorando.

Ainda muito abalada, Patrícia não voltou à sala de aula após a agressão. “Eu não tenho mais condições de dar aula para ele, porque sinto que não sou mais capaz, não quero prejudicá-lo, então se ele não for transferido para alguma outra unidade, talvez eu mesma peça a minha transferência”, relatou.

O caso foi registrado na Delegacia de Inhumas após a agressão. O G1tentou contato com o delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, mas as ligações não foram atendidas.

A diretora da escola, Elza Limiro Amorim, explicou que está acompanhando o caso e já conversou tanto com a professora e os pais do aluno, que cursa o 4º ano. “Ele já tinha problemas de disciplina, tentamos conversar com a mãe outras vezes, mas ela acha que estamos perseguindo o filho dela”, disse.

Ainda de acordo com a diretora, os pais concordaram em transferir o aluno para outra unidade da rede municipal da cidade.

A Secretaria Municipal de Educação de Inhumas informou que acompanha o caso e que o aluno deve ser transferido para outra unidade, sem prejuízo nas aulas. (G1)

agressao

Subscribe to our Channel

Featured Video